Skip to main content

Este teste também está disponível nos seguintes idiomas:

Teste de Estereótipos Masculinos

Uma das frentes das guerras culturais da América é que as pessoas têm percepções diferentes sobre como os homens deveriam ser e como deveriam se comportar.

Com base na pesquisa do Dr. Ronald Levant, ex-presidente da American Psychological Association (APA) e professor da Universidade de Akron, o Teste de Estereótipos Masculinos determinará se sua visão dos homens é tradicional ou progressista.

Como é a sua visão dos homens? Para cada uma das seguintes afirmações, indique abaixo sua concordância.

Questão 1 de 50

Um menino deveria poder desistir de um jogo se estiver perdendo.

Discordo
Concordo

PRÓXIMO

O Teste de Normas de Papéis Masculinos da IDRlabs é baseado no “Inventário de Normas de Papéis Masculinos (MRNI)” do Dr. Ronald Levant e colegas e desenvolvido pela IDRlabs.

As percepções dos papéis de gênero dos homens estão profundamente arraigadas nas sociedades e culturas do mundo todo, moldando as expectativas, os comportamentos e as identidades associadas à masculinidade. Essas percepções são influenciadas por uma complexa interação de fatores históricos, culturais, sociais e individuais, que contribuem para entendimentos diversos e muitas vezes conflitantes do que significa ser homem. As percepções tradicionais dos papéis de gênero dos homens geralmente enfatizam características como força, independência e dominância, enraizadas em normas históricas e reforçadas pela mídia, literatura e processos de socialização. Essas normas prescrevem papéis e comportamentos específicos para os homens, ditando como eles devem agir, pensar e sentir em vários contextos.

Entretanto, as percepções dos papéis de gênero dos homens não são estáticas e universais; elas variam entre culturas, comunidades e períodos históricos, refletindo a natureza dinâmica da identidade de gênero. As diferenças culturais nas percepções de masculinidade podem ser observadas na ênfase variável dada a traços como assertividade, cuidado e expressão emocional. Por exemplo, algumas culturas podem priorizar qualidades associadas a papéis de guerreiro e provedor, enquanto outras podem valorizar papéis comunitários e de cuidado tradicionalmente associados às mulheres. Além disso, as percepções dos papéis de gênero dos homens evoluem ao longo do tempo em resposta às mudanças nas dinâmicas sociais, econômicas e políticas, incluindo mudanças nas normas, papéis e expectativas de gênero.

Os processos de socialização precoce desempenham um papel fundamental na formação das crenças e atitudes dos indivíduos sobre masculinidade, pois as crianças aprendem expectativas e comportamentos de gênero com os pais, cuidadores e outras figuras de autoridade. As interações entre pares e as experiências sociais reforçam ainda mais essas percepções à medida que os indivíduos navegam pelas hierarquias sociais e se adaptam às normas do grupo de pares. As representações de masculinidade também desempenham um papel importante na formação das percepções dos papéis de gênero dos homens, muitas vezes promovendo imagens estreitas e idealizadas de masculinidade que podem ser difíceis de alcançar ou manter.

Além das influências externas, as percepções individuais dos papéis de gênero dos homens são influenciadas por fatores internos, como traços de personalidade, valores e desenvolvimento de identidade. Alguns indivíduos podem internalizar e se conformar mais com as normas masculinas tradicionais, enquanto outros podem desafiar ou rejeitar essas normas em favor de concepções mais fluidas e inclusivas de masculinidade. Além disso, a interseccionalidade das identidades - como raça, etnia, orientação sexual e status socioeconômico - molda as experiências e percepções dos indivíduos sobre os papéis de gênero dos homens, destacando a diversidade das experiências e identidades dos homens.

Estudos descobriram que a adesão às normas masculinas tradicionais, como restrição emocional e autossuficiência, está associada a resultados negativos na saúde mental, incluindo taxas mais altas de depressão, ansiedade e abuso de substâncias entre os homens. Por outro lado, a adoção de concepções mais flexíveis e inclusivas de masculinidade está ligada a uma melhor saúde mental e bem-estar. Pesquisas indicam que as percepções dos papéis de gênero dos homens influenciam os comportamentos e os resultados relacionados à saúde. Os homens que seguem à risca as normas masculinas tradicionais podem ter menos probabilidade de procurar ajuda para problemas de saúde física ou mental, de se envolver em comportamentos de risco, como abuso de substâncias e sexo inseguro, e de ter resultados piores em termos de saúde em geral.

Em geral, as percepções dos papéis de gênero dos homens são complexas e multifacetadas, refletindo uma interação dinâmica de fatores culturais, sociais e individuais. Embora as percepções tradicionais de masculinidade continuem a exercer influência em muitas sociedades, há um reconhecimento crescente da necessidade de desafiar normas de gênero rígidas e prejudiciais em favor de concepções de masculinidade mais inclusivas e equitativas. Ao promover maior conscientização, diálogo e defesa dos papéis de gênero dos homens, as sociedades podem criar ambientes que apoiem o bem-estar e o florescimento de todos os indivíduos, independentemente da identidade de gênero.

Como editores desse teste gratuito, que permite que você se examine quanto às características da cognição de gênero, nós nos esforçamos para tornar o teste o mais confiável e válido possível, submetendo-o a controles estatísticos e validação. No entanto, questionários on-line gratuitos, como o presente teste, não fornecem avaliações ou recomendações profissionais de qualquer tipo; o teste é fornecido inteiramente "como está". Para obter mais informações sobre qualquer um de nossos testes e questionários on-line, consulte nossos Termos de Serviço.

Por que fazer este teste?

1. Gratuito. Este teste é entregue gratuitamente e permitirá que você obtenha suas pontuações relacionadas à forma como você percebe seu padrão de pensamento em relação ao gênero masculino.

2. Controles estatísticos. A análise estatística do teste é conduzida para garantir a máxima precisão e validade das pontuações do teste.

3. Feito por profissionais. O presente teste foi feito com a contribuição de pessoas que trabalham profissionalmente em psicologia e pesquisa de diferenças individuais.